Como garantir a sustentabilidade financeira do negócio? - Blog da MG Auditoria, Consultoria e Contabilidade
Como garantir a sustentabilidade financeira do negócio?

A conquista e o gerenciamento da sustentabilidade financeira representam um desafio tanto na vida pessoal como na manutenção de um negócio. O objetivo desse processo é melhorar a organização das finanças. Com isso, em vez de simplesmente gastar o dinheiro (obtido pela receita), você passa a enxergar meios de economizar e investir.

Como demonstrado, trata-se de uma ideia relativamente simples. Mas nem todo mundo consegue aplicar esse conceito. Pensando nisso, nós elaboramos algumas dicas. Continue a leitura para conhecer cada uma delas e aprenda a deixar o seu negócio financeiramente sustentável!

Pense em longo prazo

Sem uma organização das finanças no presente, dificilmente, você terá um futuro financeiramente tranquilo. A sustentabilidade financeira está diretamente ligada a um equilíbrio, por sua vez, determinante para a realização de um planejamento de longo prazo. Planejamento esse necessário para que o seu negócio tenha metas. Para chegar a qualquer lugar, é preciso seguir alguma rota.

A manutenção de uma vida financeira aleatória é extremamente prejudicial, pois ela é repleta de imprevistos. E não é de sustos que sua empresa precisa. Ela deve estar preparada para enfrentar turbulências e, simultaneamente, evoluir. Tudo isso depende de uma visão de longo alcance, amparada em metas e objetivos.

Equilibre as contas do mês

O equilíbrio citado precisa ser regular. Ao tomar o mês como referência, descubra qual é a rentabilidade do seu negócio durante esse período. É importante, inclusive, especificar quais são as fontes dessa renda — para que você pense em como diversificá-las.

Desse modo, ficará bem mais fácil visualizar o que é direcionado às despesas de manutenção da empresa. Da mesma forma, você enxergará o que sobra para guardar e reinvestir no negócio.

Além disso, o equilíbrio financeiro mensal também envolve a adoção de uma nova política de uso do dinheiro recebido. Isso significa que qualquer compra, mesmo feita com a melhor das intenções, deve ser ponderada com bastante calma. Todo esse cuidado evita o uso da reserva de dinheiro para aquisições desnecessárias.

Pense na sustentabilidade financeira diária

O mês é composto de 30 dias e em cada um deles também é necessário priorizar o uso do dinheiro. Quando se trata de finanças pessoais, as recomendações giram em torno de anotar tudo o que for gasto naquele dia. No seu negócio, você deve manter um rigoroso fluxo de caixa diário, e não semanal.

Caso seja realmente necessário comprar alguns itens esgotados da sua loja, por exemplo, isso pode sinalizar uma falha no planejamento de compra mensal. Quanto mais programadas forem as compras, menos supérfluas elas serão.

Por sinal, é necessário discernir o supérfluo do essencial. Se há uma área de espera, por exemplo, a disponibilidade de café e chá não pode ser considerada apenas um gasto extra.

Evite fazer dívidas sobre dívidas

Finalmente, a sustentabilidade das finanças de um negócio fica comprometida devido à realização de muitos empréstimos bancários. Por melhor que seja o crédito oferecido, pense muitas vezes antes de contrair cada dívida. Do contrário, você corre o risco de efetuar um empréstimo para quitar o anterior. O risco de rolar a dívida “eternamente” é grande. Portanto, tenha muita cautela.

A sustentabilidade financeira está diretamente atrelada ao futuro da sua empresa. Logo, as dicas apresentadas precisam ser praticadas constantemente. Dessa forma, certamente, o seu negócio conquistará um belo e equilibrado crescimento econômico!

Depois de conferir essas dicas valiosas para alcançar a sustentabilidade financeira, aproveite para deixar um comentário e compartilhar sua experiência conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This