Habilidades de liderança: como delegar tarefas? - Blog da MG Auditoria, Consultoria e Contabilidade
Habilidades de liderança: como delegar tarefas?

Dentre tantas qualidades necessárias ao líder de um negócio, as principais são demonstrar paixão pelo que faz, saber ouvir e ser o próprio exemplo de conduta. Porém, o fato é que uma das habilidades de liderança mais delicadas é a de saber delegar tarefas.

Altamente aconselhável, a atribuição de uma tarefa deve ser feita sem gerar um mal estar na equipe. Um dos riscos é a desconfiança do colaborador selecionado, que pode acreditar que recebeu aquela “missão” por mera preguiça do líder.

Mas, como valorizar a incumbência de uma tarefa, tornando-a espontânea e efetiva para a empresa? Continue a leitura e acompanhe nossas dicas para se tornar um líder cada vez mais completo!

Conheça a sua equipe

Sem dúvida, cada tarefa da equipe pode ser bem ou mal executada. Isso dependerá, basicamente, do grau de competência profissional do membro selecionado. Contudo, vale observar que o colaborador também precisa se sentir confiante para cumprir ou superar as expectativas.

Cada indivíduo acumula uma série de habilidades distintas ao longo da vida. Cabe ao gestor saber identificar qual é o perfil ideal para a realização da tarefa com máxima excelência. O nível de precisão desse processo de seleção depende diretamente do conhecimento do gestor quanto aos membros da equipe.

Detalhe a tarefa e determine metas e prazos

Outro ponto extremamente importante diz respeito ao detalhamento da tarefa e à determinação de metas e prazos bem específicos. Desse modo, ao receber uma tarefa, cada colaborador poderá se programar adequadamente para cumpri-la.

Caso o líder perceba que o prazo corre risco de ser ultrapassado, ele precisa cobrar o colaborador encarregado. Contudo, essa ação não pode gerar um clima desmotivador. Portanto, é preciso ter muito tato e saber escolher as palavras apropriadas para cada situação.

Mantenha uma rotina de feedbacks

Uma das coisas mais angustiantes para qualquer funcionário é a ausência de feedbacks regulares. Executar uma tarefa sem ter plena certeza de que ela está sendo realizada da maneira esperada é profundamente desanimador.

Para evitar essa tortura psicológica, basta criar uma rotina de feedbacks. Essas avaliações constantes podem ser semanais, quinzenais ou mensais. Em alguns projetos, até mesmo, diárias.

Seja como for, os colaboradores precisam ser informados sobre os possíveis erros e acertos. Sem isso, fica muito difícil concluir os objetivos organizacionais exigidos pela empresa.

Utilize ferramentas virtuais de controle de execução de tarefas

Em uma época caracterizada pelo avanço vertiginoso das ferramentas virtuais, o controle da gestão de tarefas ficou muito facilitado. Afinal, esses recursos ampliam consideravelmente a otimização dos processos ligados a cada tarefa.

Com esses sistemas, o líder tem uma visão panorâmica acerca da situação das atividades solicitadas. Ele sabe quais tarefas estão em andamento ou próximas de serem concluídas, por exemplo.

Vale, ainda, ressaltar a importância das habilidades de liderança durante a utilização dos serviços de BPO (Terceirização de Processos de Negócio, em português). Como o BPO envolve a delegação de determinados processos internos para especialistas de uma área (finanças, por exemplo), a decisão favorável ao mecanismo depende de uma avaliação minuciosa da empresa.

Agora que você já sabe como delegar tarefas na sua empresa, siga-nos no Instagram e no Facebook para amplificar ainda mais o poder de competitividade do seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This