Qual é o prazo final para adesão ao boleto registrado? Descubra!

O boleto bancário, uma das ferramentas mais utilizadas como forma de pagamento no Brasil, finalmente está passando por uma modernização após mais de 20 anos desde sua criação, em 1993.

Como anunciado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o boleto registrado veio para substituir definitivamente o boleto sem registro. Essa transformação tem como prazo final setembro de setembro de 2018. 

Acompanhe este artigo e entenda o que essa mudança representa para as empresas e como deve ser a adaptação!

Afinal, o que é o boleto registrado?

Até a chegada do projeto Nova Plataforma de Cobrança, o boleto utilizado como forma de pagamento era o boleto sem registro. Nessa modalidade, não era necessário fornecer nenhuma informação ao banco sobre quem realizaria o pagamento, fazendo com que as instituições bancárias só soubessem do boleto no momento em que fosse pago.

Isso dificultava o controle sobre os boletos gerados, e o resultado eram transações com pouca segurança, baixa rastreabilidade, pouca conciliação bancária e muitas fraudes.

O boleto registrado, como o próprio nome diz, é o mesmo documento que já era gerado como forma de pagamento, só que com registro no banco. Nesse registro, CPF ou CNPJ do comprador e do vendedor, endereço do cliente e o valor da compra são algumas das informações que deverão constar.

Qual é o prazo para adesão do boleto registrado?

Foi adotado um período de adaptação no ano de 2018 para que as empresas pudessem aderir ao novo sistema. Esse período leva em conta o valor das transações, deixando a última etapa para boletos de doação e cartão de crédito. Entenda:

  • A partir de 13 de janeiro — Valores de R$ 50.000,00 ou mais;
  • A partir de 3 de fevereiro — Valores de R$ 4.000,00 ou mais;
  • A partir de 24 de fevereiro — Valores de R$ 2.000,00 ou mais;
  • A partir de 24 de março — Valores de R$ 800,00 ou mais;
  • A partir de 25 de agosto — Valores de R$ 400,00 ou mais;
  • A partir de 13 de outubro — Valores de R$ 100,00 ou mais;
  • A partir de 27 de outubro — Valores de R$ 0,01 ou mais;
  • 10 de novembro — Conclusão do processo;
  • A partir de novembro — Boletos de doação e cartões de crédito.

Se você ainda não conseguiu se adaptar às mudanças, isso pode ser um sinal de que não está administrando bem o seu tempo. Por isso, vale conferir este artigo sobre como gerenciar o seu tempo da melhor forma.

Como essas mudanças afetarão as empresas?

É muito importante se atentar às novas regras da Febraban para não acabar tendo que lidar com multas ou gerar problemas para os clientes. Contar com uma boa equipe de contabilidade nessa tarefa é indispensável.

Dentre essas regras, as principais dizem respeito ao vencimento do boleto e à taxa paga ao banco.

Antes da mudança, não era necessário avisar ao banco qualquer alteração no documento, inclusive no prazo de vencimento. Agora, cada instituição poderá funcionar diferente, sendo necessário entrar em contato com o gerente do banco para verificar como proceder nesse tipo de situação.

Um ponto positivo é a possibilidade de pagar o documento vencido em qualquer instituição bancária sem a necessidade da emissão de uma segunda via.

Quanta à taxa, esta agora deverá ser paga no momento da emissão do boleto (anteriormente, a taxa só era paga caso o pagamento do boleto fosse realizado), o que gerou certa resistência quanto à adaptação desse novo modelo.

Outras mudanças importantes para as empresas são:

  • a diminuição do número de fraudes;
  • redução dos erros nos cálculos de encargos (veja como reduzir os encargos tributários da sua empresa) e multas;
  • fim da 2ª via; e 
  • maiores possibilidades de recebimento.

Sendo assim, fica claro que essa é uma mudança importante e que deve ser acompanhada de perto. Não falta muito para o prazo final e, se você ainda não está acompanhando o cronograma, é melhor se situar o quanto antes. 

Com essas mudanças, o boleto registrado trará maior segurança nas transações tanto para os comerciantes quanto para os consumidores.

Que tal informar todo mundo sobre essa novidade compartilhando este artigo nas suas redes sociais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This